Free songs
Home / Sem categoria / Blocos econômicos continente americano

Blocos econômicos continente americano

Blocos econômicos no mundo
ALADI – Associação Latino-Americana de Integração
Países-Membros: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.
- criada em 1980, em substituição da antiga Associação Latino-Americana de Livre Comércio de 1960.
- objetivo: mercado comum latino-americano, (concessão de preferências tarifárias e acordos regionais e de alcance parcial).
- com uma população de 449,7 milhões de habitantes, formando um PIB de US$ 1.760,4 trilhão, gerando exportações no valor de US$ 362,3 bilhões e importações que alcançam os US$ 365,5 bilhões.

APEC – Fórum Econômico da Ásia e do PacíficoPaíses-Membros: Austrália, Brunei, Darussalam, Canadá, Indonésia, Japão, Malásia, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, Coréia do Sul, Tailândia, EUA, China, Hong Kong, Taiwan, México, Papua Nova Guiné, Chile, Peru, Rússia e Vietnã.
- Fundado em 1989 para estabelecer a livre troca de mercadorias entre todos os países do grupo até 2020.
- Organismo para consulta e cooperação econômica, e para a promoção da abertura de mercados entre os países membros.
- responde por cerca de metade do PIB e 40% do comércio mundial.
- reúne uma população de 2.559,3 milhões de habitantes, alcançando um PIB de US$ 18.589, 2 trilhões, exportações no valor de US$ 2.891,4 trilhões e importações de US$ 3,094,5 trilhões.

ASEAN – Associação de Nações do Sudeste Asiático
Países-Membros: Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura e Tailândia, Brunei, Vietnã, Mianmar e Laos e Camboja.
- criada em 1967 pelo Tratado de Bali
- objetivo: assegurar a estabilidade política e acelerar o processo de desenvolvimento da região.
- representa um mercado de 527,9 milhões de pessoas e um PIB de US$ 888,3 bilhões, com exportações da ordem de US$ 293,1 bilhões e importações alcançando os US$ 257,9 bilhões.

CARICOM – Mercado Comum e Comunidade do CaribePaíses-Membros: Antigüa e Barbuda, Bahamas, Barbados, Belize, Dominica, Granada, Guiana, Haiti, Jamaica, Montserrat, Santa Lúcia, São Cristóvão e Neves, São Vicente e Granadinas, Suriname e Trinidad e Tobago, Cuba (como membro observador).
- criado em 04 de julho de 1973, pelo Tratado de Charguaramas.
- objetivo: cooperação econômica e política
- formado por ex-colônias de potências européias que, após a sua independência, para suprir limitações decorrentes da sua nova condição e acelerar o seu processo de desenvolvimento econômico.
- dilemas: 1º incrementar suas exportações para fora da zona integrada; 2ºestabelecer os parâmetros de cooperação com os EUA.
- tem uma população de 14,6 milhões de habitantes, um PIB de US$ 28,1 bilhões, exportações girando em torno dos US$ 12,6 bilhões e importações alcançando os US$ 15,9 bilhões.

CEI – Comunidade dos Estados Independentes
Países-Membros: Armênia, Belarus, Cazaquistão, Federação Russa, Moldávia, Quirquistão, Tadjiquistão, Turcomenistão, Ucrânia, Uzbequestão, Geórgia e Azerbaidjão.
- criada em 1991 pelas repúblicas que formavam a antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Ficaram de fora apenas a Lituânia, Letônia e Estônia, que ingressaram na União Européia em 2004.
- tem uma população de 273,7 milhões de habitantes, está organizada em uma confederação de Estados, que preserva a soberania de cada um. A Comunidade prevê a centralização de Forças Armadas e o uso de uma moeda comum: o Rublo. Seu PIB é estimado em US$ 587,8 bilhões.

MCCA – Mercado Comum Centro-AmericanoPaíses-membros: Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua.
- Surgiu em 1960 para promover a paz na região afetada por conflitos bélicos.
- objetivos: mercado comum, zona de livre comércio ou de uma união aduaneira.
- há um grupo de trabalho para preparar o processo de constituição da União Centro-Americana, nos mesmos moldes da União Européia.
- reúne uma população de 33,7 milhões de habitantes, possuindo um PIB de US$ 59,2 bilhões, com exportações no valor de US$ 18,0 bilhões e importações alcançando os US$ 24,3 bilhões.

MERCOSUL – Mercado Comum do Sul
Países-Membros e Associados:Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai e Venezuela e, associados, Bolívia, Chile, Colômbia, Peru e Equador.
- criado pelos: Tratado de Assunção (26/03/1991) e o Protocolo de Ouro Preto (17/12/1994)
- objetivo: criar um mercado comum com livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos, bem como a adoção de uma política externa comum, a coordenação de posições conjuntas em foros internacionais, a formulação conjunta de políticas macroeconômicas e setoriais, e a harmonização das legislações nacionais.
- integra uma população de 220 milhões de habitantes, movimentando um PIB de US$ 1,250 trilhão, o que gera exportações no total de US$ 85 bilhões e importações no valor de US$ 95 bilhões.

NAFTA – Acordo de Livre Comércio da América do Norte
Países Membros:Estados Unidos, Canadá e México.
- iniciado em 1988 para ser um instrumento de integração das economias dos EUA, do Canadá e do México.
- objetivo: construir, no prazo de quinze anos, uma zona de livre comércio com ampla abrangência, se possível, atraindo outros países do Continente Americano, regulando os investimentos, a propriedade intelectual e o comércio de bens e serviços nos países membros do bloco.
- abriga uma população de 417,6 milhões de habitantes, produzindo um PIB de US$ 11.405,2 trilhões, que gera US$ 1.510,1 trilhão de exportações e US$ 1.837,1 trilhão de importações.

UE – União EuropéiaPaíses Membros:Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Holanda (Países Baixos), Portugal, Reino Unido, Suécia, Chipre, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, Hungria, Letônia, Lituânia, Malta, Polônia e República Tcheca.
- o estágio mais avançado do processo de formação de blocos.
- originada da Comunidade Econômica Européia (CEE), fundada em 1957, pelo Tratado de Roma, é o segundo maior bloco econômico do mundo.
- o Conselho Europeu vem auxiliando a Bulgária e a Romênia para que possam concretizar sua entrada na União Européia a partir de 2007.
- o Parlamento Europeu, atualmente composto por 732 delegados eleitos, atendidos por um secretariado formado por mais de quatro mil funcionários, possuí três tipos de poder: o orçamentário, o de controle da Comissão Européia, e o legislativo. Este último é exercido diferentemente segundo a natureza da matéria em questão, indo de instância de consulta à co-decisão, quando divide o poder decisório com o Conselho.
- o Euro é a moeda única utilizada desde 2002
Para admissão à União Econômica e Monetária o país-membro da União Européia deve atender aos seguintes pré-requisitos: a) déficit público máximo de 3% do PIB; b) inflação baixa e controlada; c) dívida pública de no máximo 60% do PIB; d) moeda estável, dentro da banda de flutuação do Mecanismo Europeu de Câmbio; e, por último, e) taxa de juro de longo prazo controlada.

A ALBA como
alternativa para a
América Latina
Fonte: Alexandre Zourabichvili
21-Jan-2006
A Argentina de Nestor Kirchner, em fase de re-industrialização e a Venezuela de Hugo Chávez, em fase de diversificação da economia e de socialização dos benefícios do crescimento, com apoio popular, apostaram na recuperação do papel do Estado como instrumento de desenvolvimento econômico e social. Os dois países, desde 2004, estão crescendo acima de 8% (a média regional é 5%).
É interessante notar que esse crescimento alto é também relacionado a um intercâmbio econômico crescente entre os dois países e que não segue o modelo teórico da Alca: a Venezuela ajuda a Argentina a reconstruir suas industrias de petróleo e gás, descapitalizadas pelas privatizações da época de Carlos Menem.
Por sua vez, a Argentina ajuda a Venezuela a reconstituir sua agropecuária, também destruída por anos de desinvestimento na época dos governantes neoliberais mais preocupados em se locupletar com as receitas das exportações de petróleo. É nessa lógica de complementaridade e de cooperação regional ao serviço do desenvolvimento econômico e social que a Venezuela e Cuba lançaram neste ano a Alternativa Bolivariana das Nações (Alba) como alternativa à Alca. No quadro desse acordo multi-setores, a Venezuela está montando uma rede hospitalar e de centros de saúde integral gratuita voltada para as populações pobres com a participação de Cuba, grande exportadora de serviços de saúde.
Um outro desdobramento da Alba foi o acordo ”PetroCaribe/AlbaCaribe” assinado em junho passado entre Venezuela, Cuba e outros 12 países da região do Caribe. Esse acordo prevê a construção de refinarias na região e o financiamento de 40% do valor da compra, por esses países, de petróleo venezuelano à taxa de 1%, com pagamento em 25 anos e que poderá ser feito na forma de exportação, à Venezuela, de açúcar, bananas e outros produtos agrícolas da região tradicionalmente penalizada pela política comercial protecionista dos países ricos.

UNASUL

Entenda como o grupo surgiu e quais são seus principais objetivos.

O que é a Unasul?

A Unasul (União das Nações Sul-americanas) reúne os doze países da América do Sul e visa aprofundar a integração da região.

Por suas riquezes naturais, a América do Sul é importante internacionalmente como um dos principais centros produtores de energia e de alimentos do planeta. Chile e Peru são ainda dois dos principais endereços da indústria mineradora no mundo.

Como a Unasul nasceu?

A iniciativa da criação de um órgão nos moldes da Unasul foi apresentada, oficialmente, numa reunião regional, em 2004, em Cusco, no Peru.

O projeto recebeu o nome de Casa (Comunidade Sul-Americana de Nações), mas o nome foi modificado para Unasul durante a Primeira Reunião Energética da América do Sul, realizada no ano passado na Venezuela.

CELAC

Reunidos em Cancún, no México, os governantes de 32 países latino-americanos resolveram criar a Comunidade dos Estados Latino-americanos e do Caribe, CELAC, que poderá ser presidida pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, conforme sugestão do presidente venezuelano, Hugo Chávez. Apenas Honduras não participou do encontro de criação da CELAC, mas, no futuro será convidada a se integrar à nova organização regional.

A mais nova entidade multilateral latinoamericana, diferentemente da Organização dos Estados americanos, a OEA, não abrigará os EUA e o Canadá.  A CELAC tem a integração regional como um dos seus principais objetivos.

Ainda sem um estatuto e sede comunitária, a CELAC atendeu a um desejo do presidente Felipe Calderón, do México, com o apoio irrestrito dos presidentes Hugo Chaves, da Venezuela, Raul Castro, de Cuba e Luiz Inácio Lula da Silva, do Brasil.  A próxima reunião do novo ente multilateral está marcada para acontecer no mês de julho de 2011, na capital venezuelana, Caracas.

O nome Unasul – Unasur para os países de língua espanhola – surgiu depois de críticas do presidente venezuelano Hugo Chávez ao que ele chamou de lentidão da integração.

Quais serão os principais objetivos deste novo organismo?

Os principais objetivos serão a coordenação política, econômica e social da região.

Com a Unasul, espera-se avançar na integração física, energética, de telecomunicações e ainda nas áreas de ciência e de educação, além da adoção de mecanismos financeiros conjuntos.

About carlos

6 comments

  1. segue a materia Blocos econômicos no mundo

  2. Ótimo site , achei tudo oque eu precisava :)

  3. Olha, o site é ótimo porém, eu acho que poderia haver mais informações a respeito dos assuntos tratados aqui. Porque tem vezes que precisamos além do básico sobre o assunto, pondo-mos com nossas palavras em vez de só copiar e colar nos trabalhos, mesmo assim um ótimo trabalho, está tudo totalmente organizado como precisamos.

  4. Legal, achei o que estava precisava ;)

  5. manero achei oo q precisava haha :)

  6. nao gostei por que pesquisei blocos economicos americanos principais e nao apareceu nada disso um lixo horrivel!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top